Quarta-feira, 26 de Março de 2008

Um pouquinho da minha história

Muita gente tem curiosidade acerca de como me tornei Taróloga, ainda por cima, dizem que não tenho cara de “bruxinha” – mas tenho uma gatinha!
Não sei bem se foi uma escolha… Sei que, o facto de ter tido uma educação religiosa muito open mind, fez com que eu desde sempre procurasse respostas convincentes para algumas das injustiças que via mesmo à frente aos meus olhos.
Lembro-me de aos 10, 11 anos ter longas conversas com os senhores Testemunhas de Jeová que nos batiam à porta às 8h da manhã. Lembram-se? E lembro-me da expressão deles de puro desanimo e exaustão! Não conseguiam fazer nada de mim! Lembro-me também de no Colégio do Ramalhão ter conversas… frustrantes com as queridas Irmãzinhas – chegaram ao ponto de me “confiscarem” livros! Não saíamos do mesmo. Não me “dobravam”.
As minhas pobres tias beatas também sofreram um pouquito comigo, ao ponto de me pedirem que fosse falar com o Padre da paróquia. Sim, também tive uma ou outra conversa com Padres… apenas de salientar as que tive com o Padre António Vaz Pinto que é, de longe, um homem que sabe muito, e muito para além do convencional e ortodoxo da igreja católica.
Quis a vida que eu saísse do emprego – mine to five - que tinha e enveredasse por um novo e fantástico caminho. É por isso que não devemos ter medo das mudanças! Elas podem trazer o inimaginável e isso, pode ser muito bom, como no meu caso foi. Depois de muitas formações, workshop, cursos e palestras, lá me lancei, e é aqui que tenho que prestar homenagem ao SAPO pela oportunidade e visibilidade que me deu. E cá estou. Feliz, realizada mas com muitos projectos em mente. O caminho é longo, cansativo, turbulento, com armadilhas sim, mas vale a pena ser percorrido.
sinto-me: A caminho...
música: The Prince of Egypt:There Can Be Miracles When You Believe
publicado por esferafeminina às 00:14

link do post | comentar | favorito
18 comentários:
De fatimacopio@sapo.pt a 26 de Março de 2008 às 11:32
Não Há Fórmulas Mágicas

Não há fórmula mágicas para percorreres o teu caminho,
Não há como não seres tu uma única vez,
Em todas as estradas por onde caminhas.

Não há fórmulas mágicas para percorres o teu caminho,
Não há como não te interrogares,
Com a pergunta que mais vezes surge na tua mente, “E SE”

Não há fórmulas mágicas para percorreres o teu caminho,
Não há como alguém desviar as pedras do teu percurso,
Como alguém tirar os espinhos das rosas que por tuas mãos passam.

Não há fórmulas mágicas para percorreres o teu caminho,
Não há como te dizer,
O que deveríamos ser,
Ou o que devemos fazer,
Nestes tempos que por nós passam tão loucos a correr.

Não há fórmulas mágicas para te dizer,
Quantos batimentos o teu coração deve ter,
Quantos respirares a tua alma deverá fazer,
Quantas lágrimas na tua face deverás secar.

No fim todos caminhamos por aqui,
Um pouco fora do caminho,
Um pouco numa estrada sem sentido,
Onde todos somos guerreiros solitários,
De uma batalha que visa a descoberta da felicidade.

Não há fórmulas mágicas no teu caminho,
Mas também não há como não te dizer,
Que no fim tudo vai ficar bem,
Só por saberes quem és,
Só por os dias não serem os mesmos sem ti!


Fique bem,

Fátima
De esferafeminina a 27 de Março de 2008 às 15:03
Nao há mesmo fórmulas mágicas. Há apenas que ter coragem de dar o tal salto no escuro que TODOS sem excepção podemos dar.
Obg Fatima!
De alma nova a 26 de Março de 2008 às 15:15
São espíritos assim, permanentemente em procura de respostas, as quais raramente encontram, que ainda conseguem trazer ao mundo mudanças positivas.
Enfrentar a mudança nem sempre é fácil e é sempre bastante trabalhoso, mas sem dúvida alguma que não ter medo do desconhecido é o primeiro passo para que novos mundos se abram e se descubram outros horizontes.

Então e os nossos "Etês Tugas"?! É sempre de bom grado que se acolhem novas colaborações...
Um abraço.
De esferafeminina a 27 de Março de 2008 às 14:52
Tem razao Alma nova, mas o tempo é tao escasso... quase nem tenho tempo de responder aos comentários daqui...
Um abraço
De Lovernios Raposo a 26 de Março de 2008 às 17:31
Estranhamente, parece a história da minha vida. Pensar por nós próprios mantendo a independência intelectual.

Quiz a vida que, com 25 anos, me lembrasse também de dar um novo rumo à vida... entrando para a Faculdade de Medicina.

Quanto às cartas... fui avisado para o fazer com moderação, de modo a não levar muito com a carga dos outros. Continuo sem saber a veracidade disso.
De esferafeminina a 27 de Março de 2008 às 14:55
Pois Lovernios Raposo, tem que criar defesas, senao acaba por funcionar como uma esponja energética , É preciso algum cuidado, mas consegue-se. Sabe qual é a melhor defesa? Sentirmo-nos Centelhas Divinas! Nao há nada que nos toque
De Lovernios Raposo a 28 de Março de 2008 às 07:51
Aí está, sempre fui uma esponja involuntária... O meu amigo Paulo Raposo, com quem partilho o último nome, estava-me sempre a avisar por causa disso..
De amiga a 26 de Março de 2008 às 18:02
"Numa terra em guerra, havia um rei que causava espanto. Cada vez que fazia prisioneiros, não os matava, mas levava-os a uma sala onde tinha um grupo de arqueiros em um canto e uma imensa porta de ferro no outro, sendo que nessa porta havia figuras de caveiras cobertas de sangue. Então o rei fazia-os ficar em círculo, e dizia:

- Vocês podem escolher: morrer flechados por meus arqueiros, ou passarem por aquela porta e por mim lá serem trancados.

Todos os que por ali passaram escolheram morrer pelas mãos dos arqueiros.

Ao término da guerra, um soldado que por muito tempo servira o rei, disse-lhe:

- Senhor, posso lhe fazer uma pergunta?

- Diga, soldado.

- O que há por trás de tão assustadora porta?

- Vá e veja.

O soldado então abre a porta vagarosamente, e percebe que, à medida que o faz, raios de sol vão adentrando e clareando o ambiente. E vê, surpreso, que a porta levava rumo à liberdade. Admirado, apenas olha para o rei, que diz:

- Eu dava a eles a escolha, mas preferiram morrer a arriscar abrir esta porta.



E nós, quantas portas deixamos de abrir pelo medo de arriscar? Quantas vezes perdemos a liberdade e ficamos correndo somente pelo lado de dentro, apenas por sentirmos medo de abrir a porta dos nossos sonhos?"
Nunca é tarde para se abrir portas, eu ja aprendi isso com a sua ajuda, beijinho muito doce, amiga

De esferafeminina a 27 de Março de 2008 às 14:58
Que lindo Amiga,
fiquei sem reacção. Gostei mesmo muito.
Grande ideia a minha a de fazer um blog! Estas partilhas sao tao iimportantes!
Mt obrigada pelo seu contributo.
Um abraço
De miludiogo@gmail.com a 27 de Março de 2008 às 13:38
é estranho como a vida nos surpreende....... nada sabia de ti ha uns anos......... no nosso grupo de amigos ainda se fala de Vera de Lisboa........ tenho um namorado ligado ao mundo isoterico que para mim era um mundo a parte e que em nada me atraia e nao é que ele é um grande admirador teu............desejo-te felicidades e achei giro voltar a saber de ti........... estranhas coincidencias
De esferafeminina a 28 de Março de 2008 às 02:16
Olá, nao sei bem quem és mas agradeço o teu comentário.
O mundo esotérico ainda é um mundo à parte, mas lenta e serenamente está a entrar nas vidas de todos, mas mais do que isso, vai fazendo sentido, o que é mt positivo. O esoterismo nao tem nada a ver com bruxarias e galinhas.
Aos poucos as coisas vao-se tornando claras, felizmente.
Bjs para os dois & Obrigada
De sniqper a 27 de Março de 2008 às 22:44
Olá Vera,
"O caminho é longo, cansativo, turbulento, com armadilhas sim, mas vale a pena ser percorrido..."
Tudo isso chama-se viver, o resto é sobreviver, certo Vera!?
Quanto ao facto da sua família ter ficado à beira de um ataque de nervos pela sua decisão é normal, pelo simples facto de ter frequentado um colégio de um nível superior, como tal esperavam de si um percurso diferente, mas para bem do Mundo você decidiu o seu caminho, e sem medo vai palmo a palmo percorrendo uma estrada e conquistando a sua Paz ao mesmo tempo que ilumina e ajuda muitas almas que andavam confusas e sem perceber que viver é simplesmente sentir e aplicar na prática do dia a dia esse fluir de sentimentos.
Ao contrário do que diz sobre o Sapo, deveria ser ele, ~empresa a estar feliz por ter uma pessoa tão especial quanto a Vera é na sua equipa.
Carpe Diem...
De esferafeminina a 2 de Abril de 2008 às 17:06
Oh que lindo sniqper,
obrigada pelas suas palavras que me enchem o coração e... ops... o ego
Gosto muito de o ler e como já lhe disse, gosto da sua companhia.
Obg
Carpe Diem!
De Luzinha a 28 de Março de 2008 às 00:35
Olá Vera!
Ao olhar para trás vejo tantas portas que não abri ... e nem sequer tinham caveiras sangrentas... nem havia um rei a obrigar-me a escolher!! Eu fui responsável pelas minhas escolhas! Acho que tenho andado à procura da fórmula perfeita ... que não existe! Neste momento da minha vida estou perante uma enorme porta meio aberta ... o que sinto lá de dentro é bom ... muito bom ... mas tenho medo de abri-la e que o encanto acabe! Mas também sei que se ficar imóvel ... pode vir uma "rajada de vento" e fechá-la e aí, mais uma vez, fiquei eu ali impávida e serena à espera que o mundo me descobrisse e não que eu descobrisse o mundo!
Acho que me estou a tornar muito repetitiva, mas é a mais pura das verdades, sempre que aqui venho encontro um mimo, uma resposta, uma pequena formula que me ajuda a avançar! À minha maneira tenho respirado fundo e avançado, tendo sempre em mente o que aqui leio. Não tem sido fácil ... algumas portas que já abri desde então mostraram-me que afinal a brisa que corria na brecha não era assim tão agradável, mas também aprendi que pior que esse sentimento é a sensação de frustração que é ficar ali parada ... são por estes momentos, os bons e os maus , que sou a mulher que sou, com os meus defeitos e virtudes ... e estou a gostar de mim assim ... mais aberta à mudança! É obvio que chegar aqui e ler estas maravilhas... estes testemunhos... enche o meu coração de alegria, coragem e força para avançar mais um pouco... e lá vou eu ... empurrando a porta...aos poucos!
OBRIGADA A TODOS POR ESTES MOMENTOS
BEIJOS GRANDES
Luzinha

De esferafeminina a 2 de Abril de 2008 às 17:08
Outras portas virão Luzinha. As oportunidades nunca findam, nós é que achamos o contrário. Vamos ter 120 anos e com a bengalita vamos continuar a abri-las!
Claro que chega lá! Eu ñ tenho nenhuam dúvida!
Um abracinho luminoso
De maria silva a 1 de Abril de 2008 às 11:45
ola Vera,tabem gostaria de partilhar consigo um pouca da minha vida. leio as suas cronicas à apenas alguns meses, ajudam-me a formar novos pensamentos.
Bom até aos meus 46 anos, eu fui uma pessoa rebelde, autoritaria, forte. Continuo a ser forte porque sou do signo Touro e acho que tenho essa força dentro de mim, porem só à algum tempo atras consegui entender que a minha força me estava a prejudicar, porque eu a gastava com raiva, porque eu a impunha, resultado eu estava infeliz, cansada de muito trabalhar, porque eu queria fazer tudo, saber tudo, dominar tudo, a minha familia estava infeliz e a desmoronar-se.
Com a ajuda de Deus, consegui finalmente perceber que quem estava mal era eu. Hoje passado alguns meses estou mais calma, a tentar encontrar a melhor maneira de ser feliz, de fazer a minha familia feliz, tentar encontrar-me como pessoa.
É como se estivesse a começar uma nova vida, continuo com aquela força que me é caracteristica, mas desta vez quero aplica-la a ajudar os outros, principalmente a minha familia, a dar amor e é dando que se recebe, a viver a vida com alegria, a apreciar as coisas boas da natureza e da sociedade.
É claro que tenho muito a aprender, não é em apenas alguns meses que uma pessoa muda a sua maneira de ser de agir, mas estou disposta a mudar para ser uma pessoa melhor, ja me sinto uma pessoa diferente.
Encontrei no seu blog um espaço que me faz bem, que me leva a refletir, a encontrar novos caminhos.
Bem Haja
Maria Silva
De esferafeminina a 2 de Abril de 2008 às 17:18
Obrigada Maria por partilhar a sua história.
Acho mt importante mesmo, porque há muitas gente que só chega à conclusão que chegou qd estão à beira ou de um problema sério de saúde ou algo mais terrível.
É bom que as pessoas que têm personalidades fortes - como eu já tive - entendem, como a Maria entendeu, que apenas criam muros altíssimos à sua volta e uma solidão escusada. Nao se consegue ter o controlo sobre tudo, é humanamente impossível tal coisa, portanto o melhor é deixarmo-nos ir tb na "onda", nao é?
Muito e muito obrigada Maria e volte sempre
De Anónimo a 7 de Abril de 2008 às 13:00
Qual é o seu signo?

Comentar post

Quem sou eu

Desde sempre procurei respostas para as discrepâncias sociais e outras, existentes no mundo. Ainda continuo à procura, apesar de já ter uma vaguíssima ideia do que pode estar por detrás das aparentes desigualdades. Os Deuses não são injustos, o Universo tem uma Ordem que está para além do nosso entendimento. Tudo tem um sentido Maior. Os Deuses esperam-nos.

Acerca de mim

Vera Xavier
Taróloga desde 2002, trabalha como Terapeuta de Desenvolvimento Pessoal, Reiki, Cura Quântica e Leitura da Alma. Ministra cursos de Meditação, Tarot e Reiki Magnificado.

Consultas & Cursos

Consultas de Tarot e Desenvolvimento Pessoal
Terapias de Reiki e Cura Quântica
Cursos de Reiki Magnificado e de Meditação (mensais) Rua Tomás Ribeiro, 45 - 7º, esquina com A. Fontes Pereira de Melo, Lumiar, Lisboa geral@veraxavier.pt Telefones: 931168496 www.veraxavier.com Vera Xavier

Cria o teu cartão de visita

Pesquisar neste blogue

 

Agenda de Cursos e outros Eventos

* Curso de Tarot (Lisboa)- 25 de setembro

* Curso de Tarot (Porto) - 27 de outubro

* Reiki Magnificado - 10 de novembro

* Reiki Magnificado II - Data a anunciar

* Workshop de Meditação 3 de novembro

Telm 931168496

veraxavier@veraxavier.com

Terapeutas Amigos

Cândida Loureiro - Terapia Quântica - SCIO
Contacto: 962 460 200

* São Figueiredo - Mestre de Reiki e Cura Quântica, Limpezas Energéticas e Alinhamento de Chakras, Telef: 919192918

Recomendo: Cursos

Nova Acropole
Curso de Filosofia do Oriente ao Ocidente A Sabedoria Viva das Antigas Civilizações, em www.nova-acropole.pt

´ Centro Lusitano
O esoterismo de Fernando Pessoa
www.centrolusitano.org

Arquivos do blogue

Março 2015

Setembro 2012

Agosto 2012

Abril 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2009

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Junho 2007

blogs SAPO

subscrever feeds