Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2008

Finalmente... a Tertulia

 Ora bem, a Tertúlia….

A tertúlia acabou por correr muito bem, a sala estava cheia, mas a minha tensão e nervosismo eram gigantescos! De tal forma que, no momento em que entrei na sala senti um impacto tal que tive de ir sentar-me debaixo de uma árvore e fazer exercícios de respiração. Lá pedi ajuda ao elementais e Hierarquia e melhorei. Respirei fundo e entrei novamente na sala. Quer queiramos quer não, aquele espaço é um bar e é um cadito escuro e tem a sua própria energia e vibração. Mas sentei-me, o Luís Nandin de Carvalho fez a apresentação e lá entrei eu a matar com algo do género: “Bem, eu não venho fazer daquelas previsões que se vêm nos telejornais no primeiro fim-de-semana do ano, tipo quem casa e quem se divorcia. Não sei quem vai casar e nem quero saber.” Eh eh acho que fui esclarecedora!

Os primeiros 10m foram difíceis ainda para mais porque me pediram para falar mais alto, coisa que para mim é complicado, visto que tenho um tom de voz baixo. Depois soltei-me e entusiasmei-me pelo facto de sentir que as pessoas estavam a envolver-se. Não senti nenhum antagonismo o que ajudou bastante a que me descontraísse. Só me apercebi que ainda estava tensa quando tentei beber água a o pescoço não mexia com facilidade, tal era!

Eu sabia que aquela audiência era acima da média e exigente. São pessoas que já sabem muito, pessoas que procuram e investigam nesta área, pessoas que não “compram” qualquer coisa; o que por um lado foi um desafio, mas por outro não podia deixar de sentir alguma insegurança.

A hora das perguntas chegou mas também aqui as respostas fluíram. Eu estava preparada para dizer um “não sei”, mas como as perguntas se cingiram ao Tarot, matéria que domino, respondi a todas. Algumas das minhas respostas ainda agora me surpreendem… Acho que tive uma ajudinha extra. Há sempre perguntas agradavelmente surpreendentes, o que nos faz pensar de outras formas. Isto é intelectualmente muito saudável : )

Resumindo, foi um baptismo incrível que correu melhor do que o esperado. E é claro num baptismo tinha que haver uma igreja e depois do almoço fomos a uma basílica, a de Meca. Ah pois, basílica e em Meca, com um Padre muito simpático (profundo admirador do João Jardim) que nos mostrou com orgulhoso a sua igreja, perdão, basílica. Espero que ele não tenha reparado que eu benzi-me à maneira ortodoxa… bem, pra fogueira já não vou!

 

Vou agora tentar transcrever o que disse.

 

Comecei por falar um pouco do Tarot e de como os Arcanos Maiores representam o nosso percurso evolutivo, desde o Arcano 0 ou 22, O Louco que representa o imanifestado, o tudo ou nada, o principio e/ou o fim, até ao Arcano 21, O Mundo que representa a nossa transcendência. Carl Jung chamou-lhe “O percurso do herói”.

Passei depois a explicar o que foi o ano passado que foi um ano 9 (2007 =9) que é no Tarot a carta O Eremita. Sendo o numero 9, numero de fecho de ciclos, notou-se alguma lentidão na resolução de todo o tipo de questões, inclusive em termos matérias/negócios. Já em termos pessoais, este ano foi de resoluções; pessoas voltaram do passado, etc, etc.. estas voltas não foram casuais, o intuito e o desafio foi fechar de vez essas questões para se abrir novos caminhos. O Eremita que costuma ser representado de lanterna na mão vai à procura de outros trilhos ainda desconhecidos. O grande desafio foi trabalhar os apegos, que é a principal causa do nosso sofrimento. E assim se chega ao ano 2008, ano 10, ano do Arcano Roda da Fortuna. O número 10, segundo Pitágoras é o número da perfeição de Deus, da expansão. Aqui no 10 que é uma emanação do 1 juntou-se o zero que é o símbolo do infinito e da unidade. Aqui o Louco ou o herói já superou metade do Caminho.

Este importante Arcano representa a impernanencia, a transitoriedade e a inevitabilidade, a sorte, e aqui inicia-se a discussão determinismo vs livre-arbítrio. (neste momento lancei a sugestão para que houvesse uma tertúlia sobre este polémico tema. Já sabem que gosto particularmente dele.) Sem querer entrar nesse tema, acabei por lançar apenas uma provocaçãozinha aos fervorosos crentes do livre-arbítrio que foi; se temos sempre escolha, como é que não nos é perguntado acerca dos dois mais importantes acontecimentos da vida; o nascimento e a morte. Bom, adiante : D

O Arcano X é também a carta da alternância o que em termos prático pode indicar que o que está bem, muda, o que está mal melhora. Muita agitação deve ser esperada para este ano. É um período de mudanças, externas e internas. Como isto é um pouco assustador, fui logo dando uma dica de como se pode atravessar esta ondulante fase: mantendo-nos no centro da Roda da Fortuna. Se estivermos na periferia da Roda, ou seja, na materialidade, superficialidade e intranquilidade emocional, vamos sentir cada solavanco, se nos mantivermos centrados e equilibrados, o ano passa bem mais sereno. Cada momento deste ano será um potencial ciclo.

Estas mudanças podem ser consideradas por nós como bênçãos, maldições, tragédias ou oportunidades.

Muito típico deste ano serão as  situações inesperadas. Dei o exemplo das grandes empresas que compram as pequenas e onde uma série de gente é despedida. Não é uma questão pessoal mas acaba por influencia a vida de cada trabalhador despedido.

Nos amores também se podem esperar desfechos e começos inesperados e a alternância entre os bons e menos bons momentos. Mais uma vez, se estivermos no centro da roda, toda esta instabilidade pode passar-nos ao lado… isto se o karma não estiver metido no “barulho”. A propósito de karma, mais uma vez tentei chamar a atenção para o facto do karma ter umas costas muito largas. Muita gente suporta situações altamente destrutivas – especialmente sentimentais -, porque alguém disse que é uma situação “karmica”. Até pode ser se já se tenham “cruzado” noutras vidas e até pode haver dívidas mas isso não quer dizer que essas dívidas tenham que ser pagas da maneira como muita gente julga que é; gramando com essa situação o resto da vida. Muitas vezes até pode ser o contrário, muitas vezes a lição é cortar laços e dependências.

 

Desafios de 2008:

*           Perceber que há padrões que se repetem. Tomar consciência e integra-los.

*           Aceitar as circunstâncias: há momentos que é melhor não fazer nada.

*           Ver e viver para além da dualidade. Nem tudo é bom ou mau; nem tudo é branco ou preto; nem tudo o que parece mau o é, nem tudo o que parece bem o é também. Cuidado com as aparências.

*           Ter consciência de que “ o mundo não se uniu para nos tramar”.

*           Assumir escolhas e responsabilidades.

*           Assumir o nosso lado solar e lunar com a mesma naturalidade.

 

Deixei um tema para uma meditação:

Quem controla a Grande Roda? Estas respostas só vamos ter quando chegarmos ao Arcano XXI, O Mundo, mas podemos ir questionando e adquirindo conhecimento, verdade?

 

E por ultimo deixei uma sugestão muito romântica:

A Roda da Fortuna pode ser associada à minha lenda favorita, a Távola Redonda do Rei Artur, onde todos unidos na sua diversidade, os Cavaleiros uniram-se num nobre propósito, num ponto central: a busca do Graal.

Se cada um de nós encontrar o seu, o nosso universo evolui connosco.

Ops, grande texto! Sorry ...

sinto-me: Com pena dos meus Leitores!
publicado por esferafeminina às 00:10

link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2008

A Tertulia

Mil desculpas por ainda nao ter cumprido o que prometi, que foi transcrever e comentar asap a tertulia/palestra do Bar do Além... mas é que já é tão tarde que só conseguirei escrever mais uma palavra amanhã. Só acabei agora as previsoes semanais...

Para além de que todos devemos trabalhar a nossa paciencia, nao é? ih ih

Até jazinho.

sinto-me: Lunar
publicado por esferafeminina às 02:28

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2008

Countdown

Pois é, já passei do nervoso miudinho para a ansiedade. Se é para fazer, entao , bora lá! Como disse numa das respostas nao sei se hei-de fazer uma meditação ou se devo beber uma garrafita de qualquer coisa. Os vinhos da região sao bons, dizem os entendidos.

Eu no fundo sei que com a ajudar dos meus "Senhores grandes e levezinhos", mal ou bem, com mais ou menos dislexia, vou fazer o meu melhor e no fim acaba bem. Se fizerem perguntas que eu nao saiba  - sim, porque os senhores maçons sao curiosos e há lá vários -, digo que nao sei, sorriu e sigo em frente. Ah, parece fácil, nao parece?

Vou à Fnac à procura de de material sobre o Rei Artur, sim, porque ele está ligado à carta do ano; a Roda da Fortuna, a carta da impermanencia e do "destino". Hum, vai ser uma ano complexo. Um ano de surpresas.

Espero conseguir memorizar o que vou dizer e depois transcrever aqui.

Obrigada a todos pelo grande apoio! Nunca agradecerei o suficiente, mas há que tentar!

MUITO OBRIGADA!

sinto-me: não sei bem...
publicado por esferafeminina às 20:01

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2008

Socorro, vou fazer uma palestra!

Ai ai, e eis que vou fazer a minha primeira palestra cujo tema é "Previsões para 2008"! Irónico, nao é? Eu que digo à boca cheia que nao faço previnões...! Bem  a única previsão que vou fazer é que  meu Sporting vai ser campeão de qualquer coisa! De berlindes, por exemplo! Tiro ao prato?

Sempre fugi das palestras, afinal, o que é que eu tenho para dizer de novo? Mas, como o convite veio de uma pessoa que prezo muito, o Prof. Luís Nandin de Carvalho, e é num sitio que já me é familiar, aceitei. O nervoso miudinho começa a fazer-se sentir!

 

Preciso de vocês! Por favor, preparem as cartolinas de apoio!

O local é o Bar do Além em... Alenquer. Mais precisamente no parque de campismo de Alenquer. É dia 19 deste mês, Sábado, daqui a uma semana, ao meio-dia. É um sitio pequeno onde se realizam mensalmente palestras sobre temas esotéricos, onde eu já levei amigos desta área, nomeadamente, o Luís Resina e onde irá também a Cândida Loureiro, em Fevereiro, falar sobre transmigração.

Depois da palestra há um almoço convívio que custa 17 euros.

Portanto, fica o convite e o pedido de socorro! Esta é uma óptima oportunidade de nos conhecermos, nao é?

As inscrições devem ser feitas para o email do Bar do Além bar.do.alem@gmail.com

E podem dar uma vista de olhos no blog. http :/ bardoalem.blogspot.com /

sinto-me: numa grande embrulhada!
publicado por esferafeminina às 19:47

link do post | comentar | ver comentários (21) | favorito
Domingo, 6 de Janeiro de 2008

O desafio de um ano novo

        

         A  cada ano que passa a esperança vai definhando nos nossos corações e frágeis mentes. Já poucos fazem planos reais e exequíveis. Já poucos acreditam que algo pode mudar… Mas como é que se pode viver assim? Como é que conseguimos levantar-nos da cama e Viver?

Independente do facto de acreditarmos em outras vidas ou não, há que viver esta o melhor possível! Não estamos cá por acaso! Será que alguém acha isso? Será que alguém pensa que isto é tudo uma grande coincidência?! Quem assim pensa talvez não tenha ponderado muito acerca do que é a vida… Tudo tem um propósito. Tudo acontece por uma razão maior. Há uma Energia Suprema que tudo vê, regista e mais do que tudo isto, essa Fonte Criadora… CRIA! E Cria constantemente oportunidades, escadas rolantes, trampolins, camas elásticas e outras artimanhas para nos lançar, para nos fazer sair deste emaranhado de emoções que é a Terra. A Terra, um planeta escola, um sítio de colossais desafios em que somos confrontados permanentemente com toda a espécie de desumanidades, injustiça, falta de educação e valores morais, etc., mas é também um planeta de uma beleza inacreditável onde ainda se encontra uma pequena minoria que combate feroz e dignamente este tendência à desumanização e que não cede a essa maioria esmagadora que são aquele que apenas vivem na sombra. Todos temos esse lado sombra. Todos sem excepção. Mas podemos escolher entre viver em paz connosco próprios ou viver segundo aquilo que vemos na televisão ou nos incutiram socialmente, como por exemplo: a bondade é para os tolos; Vence seja por que caminho for; Se tiveres que atropelar alguém para chegar a algum lado, fá-lo; Se tiveres que te corromper corrompe-te, mas vence.

Agora imagine-se estas pessoas quando chegarem ao fim da vida e percebem que foram completamente enganadas! Que aquilo tudo que fizeram, todas as maldades, todos os jogos, as mentiras, as cedências sujas que fizeram apenas lhes valeu um gigantesco e insuportável remorso. Afinal, foram corridos das empresas porque chegaram aos 50/60 anos! Afinal todo o esforço (?) e dedicação não lhes valeu de nada porque… envelheceram e chegaram outros mais jovens, mais dinâmicos, mais… baratos. E esses seres agora têm de lidar com a sua consciência e com o facto de que a morte se aproxima e que talvez haja um Julgamento.

 

Eu acredito que ao longo da existência dessas pessoas vão-lhes sendo dados sinais de que há outros caminhos e de que há outras formas de vencer, mas a ambição e a falsa noção de que são eternos cega-os…

 

No início de cada novo ano, nos aniversários, noutras datas particularmente sensíveis para nós, nos equinócios, nos solstícios,

ou até num dia absolutamente vulgar, é-nos dada sempre a chance de mudarmos aquilo que não está correcto, de vivermos melhor, de encontrarmos a tal paz interior, mas essas chances podem exigir coragem e mudanças profundas, e isso dá trabalho e eventualmente causam sofrimento. O que será pior, uma dor forte mas rápida, ou uma dor e frustração constantes que nos acompanharão até ao fim?

 

A vida pode ser bem melhor! Nós podemos ser bem mais dignos! Nós podemos viver em paz apesar do tudo o que se passa à nossa volta.

Não esperemos mais um ano! Agora é o momento certo para agirmos. O tempo está a passar, os anos voam, as crianças que vimos nascer estão crescidas, e nós crescemos?

Hum, este é um bom tema para uma meditação, não é?

Feliz ano novo!

 

publicado por esferafeminina às 16:56

link do post | comentar | ver comentários (21) | favorito

Quem sou eu

Desde sempre procurei respostas para as discrepâncias sociais e outras, existentes no mundo. Ainda continuo à procura, apesar de já ter uma vaguíssima ideia do que pode estar por detrás das aparentes desigualdades. Os Deuses não são injustos, o Universo tem uma Ordem que está para além do nosso entendimento. Tudo tem um sentido Maior. Os Deuses esperam-nos.

Acerca de mim

Vera Xavier
Taróloga desde 2002, trabalha como Terapeuta de Desenvolvimento Pessoal, Reiki, Cura Quântica e Leitura da Alma. Ministra cursos de Meditação, Tarot e Reiki Magnificado.

Consultas & Cursos

Consultas de Tarot e Desenvolvimento Pessoal
Terapias de Reiki e Cura Quântica
Cursos de Reiki Magnificado e de Meditação (mensais) Rua Tomás Ribeiro, 45 - 7º, esquina com A. Fontes Pereira de Melo, Lumiar, Lisboa geral@veraxavier.pt Telefones: 931168496 www.veraxavier.com Vera Xavier

Cria o teu cartão de visita

Pesquisar neste blogue

 

Agenda de Cursos e outros Eventos

* Curso de Tarot (Lisboa)- 25 de setembro

* Curso de Tarot (Porto) - 27 de outubro

* Reiki Magnificado - 10 de novembro

* Reiki Magnificado II - Data a anunciar

* Workshop de Meditação 3 de novembro

Telm 931168496

veraxavier@veraxavier.com

Terapeutas Amigos

Cândida Loureiro - Terapia Quântica - SCIO
Contacto: 962 460 200

* São Figueiredo - Mestre de Reiki e Cura Quântica, Limpezas Energéticas e Alinhamento de Chakras, Telef: 919192918

Recomendo: Cursos

Nova Acropole
Curso de Filosofia do Oriente ao Ocidente A Sabedoria Viva das Antigas Civilizações, em www.nova-acropole.pt

´ Centro Lusitano
O esoterismo de Fernando Pessoa
www.centrolusitano.org

Arquivos do blogue

Março 2015

Setembro 2012

Agosto 2012

Abril 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2009

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Junho 2007

blogs SAPO

subscrever feeds