Segunda-feira, 13 de Julho de 2009

A eterna guerra

 

 Apetece-me aquecer este nosso cantinho que anda muito pacato, portanto, vamos falar sobre um assunto melindroso: a guerra dos sexos.
 
A primeira pergunta que coloco é: será que foi sempre assim? Quando começou esta guerra ilógica?
 
Uma salvaguarda, nunca fui feminista mas ainda sou menos machista. Acho que não somos iguais e por isso têm de ser respeitadas as diferenças, mas é claro que em termos sociais/profissionais temos de ter as mesmas oportunidades, regalias e direitos. Se pensarmos bem, as mulheres, pelo facto de trabalharem mais, deveriam ser mais recompensadas… mas isso seria num mundo perfeito.
 
Fui encontrar no Budismo esta guerra, coisa que me deixou espantadíssima! Sempre considerei o Budismo muito equilibrado e pacifico e eis que me deparo com esta triste realidade. Ou seja, no Budismo, em particular no Theravada, as mulheres até podem ser monjas mas, segundo dizem os monges ou pelo menos um núcleo bastante vasto e duro de monges, as mulheres não podem atingir a Iluminação porque têm um corpo… feminino!  As mulheres não podem atingir a Iluminação porque são… mulheres!
 
Veio parar-me às mãos um livro sobre uma senhora inglesa que no início da década de 70 foi sozinha para o Tibete, onde foi recebida e reconhecida, duma encarnação anterior, pelos Lamas do mosteiro que encontrou. Foi aceite, o que já foi uma grande abertura, recebeu os ensinamentos mas só até certo ponto. Alguns anos depois de lá estar foi-lhe vedado o acesso a mais instrução porque… era mulher! Valente, especial e determinada, Tenzin Palmo foi sozinha para uma caverna nos Himalaias a 12.000 pés de altitude! E lá ficou durante 12 anos em condições extremas, até atingir a Iluminação! Desceu e foi reconhecida na sua condição, mas ainda teve e tem muitas resistências da parte de muitos budistas. Ela provou que isso é um grande dogma… uma grande mentira e mas ainda não conseguiu dissuadir os corações dos radicais.
 
Nesta última estadia em Amaravati tive o privilégio de conhecer um das poucas monjas que é Bhikkhuni, ou seja, que é reconhecida como monja. Mas ela foi ordenada e escondeu-se num mosteiro durante anos! Só nesta altura começou a sair e mesmo agora evita falar sobre o assunto para não levar polémicas. Eu perguntei-lhe se, em termos pessoais, era importante para ela ser reconhecida como monja, ao que ela me respondeu sabiamente que não, que isso era uma questão de ego, mas que era importante para as gerações vindouras. Grande resposta.
 
O mosteiro de Amaravati é um dos poucos que é misto, tem monges e monjas, o que já foi considerado uma vitória, mas as monjas não têm os mesmos direitos que os monges, mesmo tendo 10, 20, 30 anos de ordenação…
 
Esta história é-nos familiar, não é? Onde é que nós encontramos este medo irracional dos homens em relação às mulheres? Onde é que foi feito tudo, mas tudo mesmo para aniquilar o poder feminino? Ah! Na igreja católica! Ai esta minha memória! Ainda sinto o cheiro da injustiça e da fogueira!
 
Pois é, que familiaridade esta… será por acaso? Mas seja em que religião for deparamo-nos com esta realidade absurdamente antiga, retrógrada, medrosa, mesquinha e pobre…
 
Acerca deste tema recomendo vivamente a leitura do livro, Madalena, História e Mito, duma senhora académica – sim, porque estou já um pouquinho cansada de livros… canalizados - chamada Helena Barbas que é Professora na Nova. Madalena foi outro exemplo flagrante de difamação, manipulação e escandalosa injustiça.
 
O que se passa com os homens (e com algumas mulheres profundamente machistas)? Quando é que vão entender que só unidos conseguiremos ser equilibrados? Precisamos uns dos outros porque habitamos num planeta dual e como tal, temos que viver e experiênciar as duas polaridades e temos que acima de tudo, encaixar-nos e complementar-nos para sermos mais fortes e perfeitos.  
 
Por mais voltas que dermos, acabamos por perceber que a raiz de tudo é o raio do medo! Já viram? Impressionante.
 
Conseguimos ver, quem está mais atento, que há uma tendência para isto mudar, muito lentaaaamenteeee. O Culta à Deusa/deusas está a voltar devagar mas, acho eu, de forma sólida. Esta energia é fundamental para o nosso planeta, só assim teremos harmonia.
 
Vamos ver senão cairmos no extremo oposto e senão se tornam as mulheres lideres implacáveis… esperemos que as mulheres se mostrem mais maduras e equilibras, porque como qualquer povo, ou qualquer minoria que tenha sido oprimida, tende a haver uma vingança, seja consciente ou não, assim que essa oportunidade surge e nós sabemos que as mulheres conseguem ser terríveis quando querem… vamos ver.
 
 
 
 Venerável Tenzin Palmo www.tenzinpalmo.com
publicado por esferafeminina às 18:33

link do post | comentar | favorito
17 comentários:
De Fátima a 13 de Julho de 2009 às 22:36
Não sou a favor das igualdades, sou a favor das diferenças, porque não somos fisicamente iguais e felizmente ainda estamos longe de sermos um só ser.

Mas praticamente desde os egípcios, dos rituais pagãos (culto à Deusa)que a mulher deixou de ser respeitada e de ser considerada como igual.

A sociedade de hoje está repleta de sinais existentes da chamada guerra dos sexos, trabalhamos mais que qualquer homem, somos perto de 51% no planeta, mas a maioria dos governantes são homens, no entanto os países onde existem menos diferenças sociais, têm ou tiveram à frente do seu governo, mulheres, exemplos, Holanda, Alemanha, Noruega e acho que a Filândia .

Dando o meu próprio exemplo, trabalhei numa empresa durante quase 8 anos, formei a maioria dos meus chefes perto de 8 ou 9, todos eles com menos habilitações académicas, alguns até com menos experiência que eu, mas no final do mês eles ganhavam 5, 6 vezes mais que eu, não subia de cargo porque era mulher, claro que bati com a porta e sai, pois não tolero injustiças. (Aí este lado de guerreira por vezes é muito forte)

Estas desigualdades de oportunidades/salários, por exemplo o salário médio de uma mulher em Portugal e de um homem na mesma função é 30% mais baixo, o próprio governo dá o exemplo, uma professora universitária com as mesmas funções que um professor em patamar de igualdade (mesmas habilitações académicas) ele ganha mais que ela....., por ser chefe de família.

Por outro lado vejo que a maioria das mulheres quando tem oportunidade de mudar o mundo, coloca-se ao lado dos homens, nem para elas conseguem ser boas, foi o caso das últimas eleições francesas, americanas, se a maioria das eleitores são mulheres, como foram eleitos homens? Eles não tinham melhores curricula ou mais e melhor experiência, antes pelo contrário.

Ás vezes quando penso nestas incongruências, chego à conclusão que a educação que trouxemos de trás nos tornou “estúpidas”, ao ponto de não sermos boas nem para nós, pois entre uma mulher com boas ideias /projectos e um homem, votamos /elegemos o homem sem ideias nem projectos.

Deixo aqui uma frase da minha ex:professora de relações públicas “As mulheres nasceram gestoras, os homens tiveram que ir para a universidade para conseguirem ser gestores”

Bem e esperemos que não seja desperto nas mulheres a sede de vingança, para bem dos outros 50% humanidade.

Fique bem,

Fátima
De esferafeminina a 21 de Julho de 2009 às 02:02
Bem me parecia que este cantinho ia aquecer.
obrigada Fátima por partilhar um pouco da sua história connosco.
Om Shanti, Shanti
De Luzinha a 13 de Julho de 2009 às 22:40
Olá Verinha!
Pois é cá estou eu de novo!lol
Este tema é mesmo caliente e algo melindroso!
Todos nós havemos de ter a nossa teoria sobre este tema. Eventualmente muitas de nós já sentiu as garras ferradas da discriminação...! Eu senti-o há bem pouco tempo e foi terrível. Mas hoje dou Graças a Deus porque essa injustiça mudou a minha vida para melhor. Foi uma das alturas em que apenas ficavam duas pegadas na areia! Foi muito duro...muito mesmo! Mas hoje sinto-me de novo a caminhar por mim.
Na minha opinião o busílis da questão está precisamente na sua frase: "Quando é que vão entender que só unidos conseguiremos ser equilibrados?"
Esta frase é especialmente direccionada para as mulheres, onde também me incluo.
É conhecida a gigantesca união, companheirismo, amizade, incentivo, ajuda, etc. que paira entre o sexo masculino. Quanto às mulheres ... nem por isso, ou pelo menos não tanto como eles! Existem inclusive muitas anedotas e ditados populares acerca do sentido de amizade entre os homens e entre as mulheres, entre eles o mais conhecido " Chateiam-se as comadres descobrem-se as verdades" Dos compadres não se dirá o mesmo! Podem chatear-se mas não descobrem as verdades uns dos outros, não fosse terem telhados de vidro e ...
O potencial da mulher é cientificamente superior ao do homem.
A mulher é capaz de resolver um número indeterminado de situações ao mesmo tempo ( é filha, mulher , mãe, dona de casa, trabalhadora, amante ...) O homem obtém sucesso quando tem todo o tempo do mundo para se dedicar a uma só coisa e uma grande mulher ao lado, no resto será desenrascado " eheh ).
Eu acho que o verdadeiro problema é que nós mulheres não nos apoiamos tanto como devíamos, não somos unidas!
Sempre nos habituamos a ser grandes lutadoras pela "igualdade" que por vezes nos confundimos e lutamos umas contra as outras (digo eu!).
Os homens, esses marafados , aproveitam-se dessa situação e ainda persistem em alguma discriminação, por terem o apoio de todos os seus comparças!
Infelizmente tem sido à força que a Mulher tem ascendido a certos patamares, mas quando lá chega tem provado o seu valor e que não está ali por acaso!
Lá no fundo creio que estas lutas nem serão conscientes mas será o nosso instinto de sobrevivência. Será!?
A história da Mulher tem sido uma verdadeira história de sobrevivência.
Há alguns (não muitos) anos atrás a mulher não ia à escola, não trabalhava, não votava, só usava contraceptivo com a autorização do marido, só viajava com autorização do marido, não se divorciava e se traísse era adultera e presa (ao contrário do Homem que só pagava uma multa). Muitas mulheres queimaram os soutiens, foram maltratadas e até mortas para ser consideradas "gente".
Nós mulheres de hoje se chegamos onde chegamos, a elas e à sua união o devemos!
Eu não queimei o meu soutien quando fui discriminada (eheh) nem quero ser considerada igual ao Homem em tudo (afinal alguém tem que carregar as compras!:-)) Eu só quero ser reconhecida por aquilo que sou capaz de fazer!
Talvez daqui a uns anos as monjas serão tão respeitadas como os monges e não precisarão de se esconder! Assim foi com as professoras, médicas, advogadas, juízes, militares, políticas, etc..
Quanto aos Homens... acho que as mentalidades se têm vindo a abrir e muitos concordam com esta igualdade necessariamente desigual!
Afinal...eles fazem-nos muita falta!lololol
Beijo Grande para as Mulheres e para os Homens
Luzinha
De esferafeminina a 21 de Julho de 2009 às 02:00
Louvado seja o trabalho e a dedicação dessas grandes Mulheres que lutaram pelos nossos direitos!

Tb acho, Luzinha, que a mentalidade tem vindo a abrir-se, inclusivé no mundo budista. Mesmo dentro do mosteiro há homens que apoiam as monjas, felizmente.
Agradecida pela visita

De abelha-maia a 13 de Julho de 2009 às 23:40
Olá Vera!
Depois do que li não tenho nada a acrescentar...apesar de também ficar surpresa com essa distinção entre monge e monja!
Afinal a perfeição não existe e tudo possui os dois opostos e as suas fragilidades. Temos TODOS que deixar de querer a perfeição e trabalhar para um mundo melhor, onde ninguém é melhor que ninguém. O melhor do Mundo não existe, uma vez que não somos nada sozinhos, nem chegamos seja onde for sem a ajuda de ninguém.
Bjs
De esferafeminina a 21 de Julho de 2009 às 01:56
Bem dito! Apenas discordo do "nao somos nada sozinhos", pq apesar de achar que precisamos uns dos outros, a verdade é que temos muitos exemplos que demonstram o contrário. Talvez seja mais facil em grupo, mas no fundo, talvez nao precisemos de facto de ninguém... confuso, verdade?
De pedro torres a 14 de Julho de 2009 às 01:02
Olá Vérinha,
É certo que houve fogueiras e injustiças e até parece que continua e até o Budismo parece um patriercado.
As mulheres ainda hoje não vêm o seu imenso esforço reconhecido digo eu, financeiramente existem desigualdades e muito honestamente as mulheres são mais metodicas conseguem fazer mais coisas ao mesmo tempo e até perecem mais fortes que os homens mas não são!, foram foi programadas genéticamente de forma diferente e será talvêz bom para todos nós reconhecer que somos diferentes e não superiores ou inferiores. se por acaso as mais diversas igrejas ou cultos ainda hoje produzem anticorpos em relação á igualdade sacerdotal, na minha humilde opinião tem a ver com a condição humana que a diferença implica, mais uma vêz na minha humilde opinião acredito que algumas mulheres têm a iluminação necessária para ser pápa, sacerdote budista etc., mas essa responsabilidade não tem sido das mulheres e dificilmente será por força das diferênças.
Por mim digo que vos adoro, que vos admiro e que voçês mulheres são seres magnificos quando querem ser, que vos respeito mesmo quando por fezes não querem ser.
Bjnhs para todas as Mulheres sobretudo para as Portuguesas que são mais bonitas.
De esferafeminina a 21 de Julho de 2009 às 01:54
Sempre exuberante, Pedro!
De Voz do vento a 14 de Julho de 2009 às 20:37
Para acrescentar ao que já foi referencia e que muito surpreende ainda acontecer aos dias de hoje. Mas a verdade é que acontece a GRANDE diferenças entre os sexos. Há culturas nómadas que o sexo dominante pertence matriarca a quem todos obedecem no entanto no mundo civilizado verificamos o que já foi mencionado por aqueles que participam no blog. Mas como parábola deixo a seguinte:

"Quando Deus fez a mulher, já estava a trabalhar há seis dias consecutivos. Apareceu um anjo que lhe perguntou:
'Deus, porque estás a perder tanto tempo com esta criação?'
Ao que Deus respondeu:
'Já viste a minha lista de especificações para este projecto?
Ela tem que ser completamente lavável, mas sem ser de plástico, tem mais de 200 partes móveis, todas substituíveis, e é capaz de sobreviver à base de Coca-Cola light e restos de comida, tem um colo
capaz de segurar em quatro crianças ao mesmo tempo, tem um beijo capaz de curar qualquer coisa desde um arranhão no joelho a um coração ferido e faz isto tudo apenas com duas mãos.'
O anjo ficou estupefacto com estas especificações. 'Só duas mãos!? Impossível! E esse é apenas o modelo normal? É muito trabalho só para um dia. É melhor acabares só amanhã.
'Nem pensar', protestou Deus.
'Estou quase a acabar esta criação que me é tão querida. Ela já é capaz de se curar a si própria quando fica doente e consegue trabalhar 18 horas por dia.' O anjo aproximou-se e tocou na mulher.
'Mas fizeste-a tão macia e delicada, meu Deus'. 'Sim, mas também pode ser muito resistente. Nem fazes ideia o que ela pode fazer e aguentar.'
'E ela vai ser capaz de pensar?' perguntou o anjo. 'Não só é capaz de pensar como é capaz de negociar e convencer'. O anjo então reparou num pormenor e tocou na cara da mulher.
Ups , parece que tens uma fuga neste modelo. Eu disse-te que estavas a tentar fazer demais numa criatura só.'
'Isso não é uma fuga, é uma lágrima.'
'E para que é que isso serve?' perguntou o anjo.
'A lágrima é o seu modo de exprimir alegria, pena, dor, desilusão, amor, solidão, luto e orgulho.'
O anjo estava impressionado.
'És um génio, Deus. Pensaste em tudo.'
E de facto as mulheres são verdadeiramente espantosas. Têm capacidades que surpreendem os homens. Carregam fardos e dificuldades, mas mantendo um clima de felicidade, amor e alegria. Sorriem quando querem gritar. Cantam quando querem chorar. Choram quando estão felizes e riem quando estão nervosas. Lutam por aquilo em que acreditam e não aguentam injustiças. Não aceitam um 'não' quando acreditam que existe uma solução melhor. Prescindem de tudo para dar à família.
Vão com um amigo assustado ao médico. Amam incondicionalmente. Choram quando os seus filhos são os melhores e aplaudem quando um amigo ganha um prémio. Ficam radiantes quando nasce um bebé ou quando alguém se casa. Ficam devastadas com a morte de alguém querido, mas mantêm a força além de todos os limites. Sabem que um abraço e um beijo pode curar qualquer desgosto. Existem mulheres de todos os formatos, tamanhos e cores. Elas conduzem, voam, andam e correm ou mandam e-mails só para mostrar que se preocupam contigo. O coração de uma mulher mantém este mundo a andar. Elas trazem alegria, esperança e amor. Dão apoio moral à sua família e amigos. As mulheres têm coisas vitais a dizer e tudo para dar. NO ENTANTO, EXISTE UM DEFEITO NAS MULHERES...
É QUE ELAS SE ESQUECEM CONSTANTEMENTE DO SEU VALOR!

Não passam de parábolas mas com muita verdade no que é expressado.

Voz do vento ...
De esferafeminina a 21 de Julho de 2009 às 01:53
Excelente ponto este!
É bem verdade o que diz, Voz do Vento.
Obrigada pelo seu comentário sempre construtivo e muitíssimo bem escrito. É um prazer "lê-lo"
De C!rano a 29 de Julho de 2009 às 01:55
Meu Deus..,Voz do vento..,gostava de saber onde vai buscar tudo isso.será que a sua alma não tém fundo?
De Anemolif a 22 de Setembro de 2009 às 22:51
Devo dizer que "Voz do Vento" é um verdadeiro poeta em estilo de prosa.
Pelo s/ comentário e parábola posso concluir que Deus fez a Mulher à s/Semelhança;Forte, Verdadeira, Sensível e com uma grande capacidade de perdoar.
De Moda e Mulher a 15 de Julho de 2009 às 18:10
Adorei todo o blog e o assunto desse post
muito interessante
bjos
De esferafeminina a 21 de Julho de 2009 às 01:50
Muito obrigada, e volte sempre
De Fátima a 15 de Julho de 2009 às 21:08
Estou aqui desde o princípio dos tempos

Estou aqui desde o princípio dos tempos,
Criada no mesmo dia por Deus/Deusa,
Estou aqui desde sempre pronta,
A acompanhar-te a apoiar-te,
Em todas as decisões e em todos os momentos da tua história,
Da tua passagem pela Terra.

No princípio dos tempos,
Quase me trataste como igual,
Consegui ter templos erguidos em minha honra,
Quase tive todos os direitos e regalias,
Que para ti chamaste.

Estou aqui desde o princípio dos tempos,
Estou aqui desde sempre pronta para a batalha,
Pronta para estar a teu lado,
Sempre que de mim precisaste,
Mas em uma dada altura dos tempos,
Pegaste em meus sentimentos,
Pegaste em meu coração,
Tentaste roubar minha dignidade,
Tentaste jogar na fogueira,
Toda a minha força como Mulher,
Como Ser Divino,
Maltrataste-me como mãe, como ser de carne e osso igual a ti,
Fizeste deslizar lágrimas por minha face,
Lágrimas de desilusão,
Momentos de amargura,
Que ameaçaram destruir a esperança, a fé em mim.

Mas eis-me aqui chegada aos dias de hoje,
Peguei em tudo o que de menos bom,
Conseguiste plantar em minha alta,
Fiz renascer a guerreira que sempre em mim habitou,
Fiz-me à luta,
Conquistei lugares nas universidades,
Conquistei os lugares importantes das empresas,
Consegui fazer 1001 coisas ao mesmo tempo,
Consegui que sem mim,
Não consigas viver,
Neste mundo onde deveríamos estar em equilíbrio,
E não em guerra,
Onde imperam sentimentos de vingança,
Onde imperam a destruição, a subjugação,
E não a igualdade de dois seres divinos.

Estou aqui desde o princípio dos tempos,
Para mim quero uma igualdade desigual,
Onde depois de tantas batalhas, tantas guerras,
Tantas pequenas grandes vitórias reconquistadas passo a passo,
Consiga olhar em teus olhos,
Acolher-te em meus braços,
Agarrar as tuas mãos,
Depositar um beijo em teus lábios,
E dizer-te que amanhã para nós,
As estrelas terão um novo brilho.

Fique bem,

Fátima
De C!rano a 29 de Julho de 2009 às 02:46
Boa noite Vera...

GOSTO DESTE TEMA!talvez por ser polémico.

O Homem pode ser forte...
A Mulher pode ser poderosa...
O Homem pode ser fraco...
A Mulher pode ser frágil...
O Homem pode ser charmoso...
A Mulher pode ser sedutora...
O Homem pode ser rebelde...
A Mulher pode ser dinãmica...
O Homem pode fazer...
A Mulher pode idealizar...
O Homem pode mandar...
A Mulher pode induzir...

E então..,não faz o mesmo sentido se ler-mos isto ao contrario?

Confesso que as mulheres me fascinam (talvez por ser homem :-) ) pelo grau de sensibilidade que conseguem atingir e pela forma organizada com que gerem os seus sentimentos e emoções.de qualquer forma,não consigo ver as coisas de uma forma tão dividida.
Para mim,não existe o homem e a mulher,mas sim a pessoa que está á minha frente.aprendi que tinha que ser assim.
No caminho que trilhei muitos homens me bateram e,no entanto..,(sem me fazer uma única nódoa negra)..,foi uma Mulher que me magoou profundamente!
O que existe sim,é pessoas boas e pessoas más.pessoas moderadas e pessoas radicais.pessoas que dividem e pessoas que únem.

A minha Mãe "matou-se" a trabalhar para criar dois filhos sozinha,enquanto o meu Pai se embebedava na esquina arredondada do "café azul".que dizer..,Vera..?Amo os dois da mesma forma!aos dois devo a minha existência.nenhum deles sozinho me teria concebido e julgo que é aqui (na concepção) que reside a maior das igualdades.

Por agora..,vou andando neste Mundo,de Homens e Mulheres,que tanto gosto de frequentar.tenho a responsabilidade de zelar para que á minha volta não pervaleçam os as massas musculares,ou os dotes fisicos,mas sim os comportamentos e as atitudes.
Garanto-lhe Vera..,há minha volta essa guerra nunca passará de um Mito.

Aquele abraço de sempre..,apertado como nunca!


De Redes de Proteção a 14 de Novembro de 2010 às 03:43
ADOREI ABS.

Comentar post

Quem sou eu

Desde sempre procurei respostas para as discrepâncias sociais e outras, existentes no mundo. Ainda continuo à procura, apesar de já ter uma vaguíssima ideia do que pode estar por detrás das aparentes desigualdades. Os Deuses não são injustos, o Universo tem uma Ordem que está para além do nosso entendimento. Tudo tem um sentido Maior. Os Deuses esperam-nos.

Acerca de mim

Vera Xavier
Taróloga desde 2002, trabalha como Terapeuta de Desenvolvimento Pessoal, Reiki, Cura Quântica e Leitura da Alma. Ministra cursos de Meditação, Tarot e Reiki Magnificado.

Consultas & Cursos

Consultas de Tarot e Desenvolvimento Pessoal
Terapias de Reiki e Cura Quântica
Cursos de Reiki Magnificado e de Meditação (mensais) Rua Tomás Ribeiro, 45 - 7º, esquina com A. Fontes Pereira de Melo, Lumiar, Lisboa geral@veraxavier.pt Telefones: 931168496 www.veraxavier.com Vera Xavier

Cria o teu cartão de visita

Pesquisar neste blogue

 

Agenda de Cursos e outros Eventos

* Curso de Tarot (Lisboa)- 25 de setembro

* Curso de Tarot (Porto) - 27 de outubro

* Reiki Magnificado - 10 de novembro

* Reiki Magnificado II - Data a anunciar

* Workshop de Meditação 3 de novembro

Telm 931168496

veraxavier@veraxavier.com

Terapeutas Amigos

Cândida Loureiro - Terapia Quântica - SCIO
Contacto: 962 460 200

* São Figueiredo - Mestre de Reiki e Cura Quântica, Limpezas Energéticas e Alinhamento de Chakras, Telef: 919192918

Recomendo: Cursos

Nova Acropole
Curso de Filosofia do Oriente ao Ocidente A Sabedoria Viva das Antigas Civilizações, em www.nova-acropole.pt

´ Centro Lusitano
O esoterismo de Fernando Pessoa
www.centrolusitano.org

Arquivos do blogue

Março 2015

Setembro 2012

Agosto 2012

Abril 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2009

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Junho 2007

blogs SAPO

subscrever feeds